Quem foi o apóstolo Paulo?

Você provavelmente já ouviu estes dois versículos citados pelo apóstolo Paulo:

“Sede meus imitadores, como também eu de Cristo. E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei. 1 Coríntios 11:1,2”

Mas quem foi o Apóstolo Paulo? Vamos dar uma breve olhada em sua história.

Paulo é considerado o maior escritor da Bíblia, tendo escrito 13 livros dos 66 que compõem a Bíblia. Ele também escreveu o maior livro da Bíblia, Romanos. Foi um homem que ganhou mais almas para Cristo do que qualquer outra pessoa em seu tempo. Ele foi um pastor, evangelista, missionário, teólogo e pregador.

Paulo foi levado ao terceiro céu e viu coisas gloriosas que não podia explicar. Ele foi o homem que viu Jesus na estrada de Damasco. Uma das maiores mentes que já caminhou sobre a Terra, ele foi o homem mais influente de sua época, superando todos os imperadores e César Augusto juntos.

Mas quem era o apóstolo Paulo? O nome romano de Paulo era Saulo e ele nasceu em Tarso, na Cilícia. Tarso não era uma cidade insignificante, mas sim um centro cultural grego importante. Era uma cidade universitária localizada perto da costa norte do Mar Mediterrâneo. Apesar de ter nascido como cidadão romano, Paulo era judeu da dispensação israelita, circuncidado da tribo de Benjamim e membro dos fariseus.

 

A Infância e adolescência do apóstolo Paulo.

A infância e adolescência do apóstolo Paulo tem sido objeto de grande debate entre os estudiosos, pois alguns afirmam que o apóstolo Paulo passou toda a sua infância em Tarso e só foi a Jerusalém na adolescência.

 

Cidade de Tarso no Google Maps
Cidade de Tarso no Google Maps

 

Outros afirmam que Paulo foi a Jerusalém quando ainda era muito jovem, caso em que teria passado sua infância longe de Tarso, de fato, desde seu nascimento até sua aparição em Jerusalém com o perseguidor dos cristãos, segundo o relato no livro de Atos.

Temos poucas informações sobre a vida do apóstolo Paulo, embora não se saiba ao certo com que idade Paulo saiu de Tarso. Mas temos certeza de que foi educado em Jerusalém pelos ensinamentos do famoso doutor em direito, Gamaliel Neto de Léo.

Paulo tinha um profundo conhecimento da cultura grega e também falava aramaico. Ele também era um herdeiro da tradição farisaica e um observador estrito da lei mais avançado no judaísmo do que seus contemporâneos. Considerando todos esses aspectos, pode-se dizer que sua família dispunha de alguns recursos e gozava de posição de destaque na sociedade.

 

Saulo de Tarso, o perseguidor de cristãos.

Quando Estevão foi apedrejado, suas vestes foram depositadas aos pés de Paulo de Tarso. Logo após esse episódio da morte de Estevão, Paulo assumiu uma posição importante na perseguição aos cristãos, ele recebeu autoridade oficial para liderar as perseguições. Além disso, na qualidade de membros da conselho do sinédrio, ele dava o seu voto a favor da morte dos cristãos.

 

Três cruzes e um borrão - Por congerdesign de Pixabay
Por congerdesign de Pixabay

 

O próprio Paulo afirma que respirava ameaça de morte contra os discípulos do Senhor Jesus. Além de deflagrar a perseguição em Jerusalém, Paulo ainda solicitou cartas ao sumo sacerdote para sinagogas em damasco.

Seu objetivo era levar preso para Jerusalém, qualquer um que fosse seguidor de Cristo Jesus, tanto homens como a mulheres. Paulo perseguia e assolava a Igreja de Cristo e fazia isso acreditando que estava servindo a Deus e preservando a pureza da lei.

 

A conversão de Paulo de Tarso.

Em sua epístola, Paulo apresenta uma súbita conversão. Porém, alguns intérpretes defendem que algo mais ao longo de sua vida deve tê-lo preparado privadamente aquele momento. A experiência do martírio de Estevão e sua campanha de casa em casa para perseguir os cristãos podem ser exemplos disso.

Mas, o que realmente se sabe é que Paulo de Tarso partiu, furiosamente, em direção à Damasco com o intuito de destruir a comunidade de cristãos daquela cidade, mas de repente algo inesperado aconteceu, o que causou uma mudança radical, não só na sua vida, mas no curso da história.

Paulo respondeu ao chamado de Cristo e o primeiro aspecto da mudança na vida do apóstolo Paulo pode ser percebido quando, imediatamente, respondendo a voz de Cristo Jesus, ele disse: “o que queres que eu faça?”.

 

Homem Arrependido Orando na floresta Por StockSnap de Pixabay
Por StockSnap de Pixabay

 

A pergunta marca o começo do seu novo relacionamento com Jesus Cristo, de perseguidor à pregador do evangelho. A mudança radical que atingiu a vida do apóstolo Paulo fica evidente na mensagem que ele começou a pregar na própria cidade Damasco. Foi impressionante, ele começou a pregar o evangelho no mesmo lugar onde pretendia prender os seguidores de Cristo, uma mudança de vida total.

 

Jesus é o filho de Deus

Antes da convenção,  Paulo de Tarso não aceitava divindade de Jesus Cristo, pois ele até acreditava que ao perseguir seus seguidores como um animal selvagem, tentando forçar a blasfemar contra Jesus, estaria fazendo a vontade de Deus, pois ele via Jesus como impostor.

Porém, após a sua  conversão, sua pregação não era outra senão anunciar que Jesus é o filho de Deus. O Paulo duro, rigoroso, ameaçador e violento de outrora, depois de convertido passou a demonstrar ternura, sensibilidade e amor, e essa característica fica evidente em suas obras.

O apóstolo Paulo foi um grande exemplo à ser seguido e sua conversão prova que mesmo o homem mais cruel da face da Terra pode ser transformado pelo poder de Deus.

 

Não deixe de conferir mais conteúdo inspirador sobre a palavra de Deus em nosso site.

Siga-nos também em nossas redes sociais para ficar por dentro de todas as novidades do Blog Viver é Cristo.

YouTube
https://youtube.com/viverecristo

Instagram
@oficial.viverecristo

Pinterest
https://br.pinterest.com/viverecristo/

Obrigado por nos acompanhar!

5/5 - (1 vote)
AJUDE A MANTER O SITE VIVER É CRISTO NO AR
Paulo Kimura
Paulo Kimura
Artigos: 59